Lançamento - A revolta de Atlas, de Ayn Rand - Ed. Sextante

Compartilhe:
Pessoal...

Hoje eu vou fazer um post bem rapidinho, porque tá chovendo muito aqui em Gyn e, consequentemente, tendo muitos relâmpagos!!!

Por superstição ou não, não gosto muito de mexer com eletricidade ou qualquer coisa que se tenha que ligar na tomada quando está chovendo,aí e desligo o modem da tomada!!!

Aproveito esse tempinho ótimo para adiantar minhas leituras. Por causa disso, vou deixar a resenha de "A Irmandade para amanha e hoje vou trazer uma novidade da Ed. Sextante.

Superando A PASSAGEM, a Editora Sextante, sob o selo SEXTANTE FICÇÃO lançou agora um box com três livros excelentes e que totalizam um total de 1232 páginas. Eu com certeza já fiquei louco nele neah!!! Agora, quero compartilhar com vocês. Digamos que está é uma obra que não tem uma definição específica quanto ao gênero, mas com certeza vale a pena dar uma conferida. Este é o tipo de literatura que te deixa politicamente crítico. Talvez muitos não se atraiam por este estilo literário, mas com certeza quem lê aprende muuuuito e consegue absorver muita coisa pra uso próprio, ou pelo menos para enxergar o mundo com outros olhos!

O que eu mais achei impressionante é como apesar de ser uma obra de ficção, como ela retrata não só o Brasil, mas como muitos outros países...

Ficha Técnica:
Título: A Revolta de Atlas
Editora: Sextante Ficção
ISBN 9788599296837
Páginas: 1232 páginas
Tamanho:16 x 23 cm (caixa com 3 volumes)
Acabamento: Brochura
Peso: 1,680 Kg 
1ª Edição 
Ano: 2010 


Sinopse:
Na mitologia grega, o titã Atlas recebe de Zeus o castigo eterno de carregar nos ombros o peso dos céus. Neste clássico romance de Ayn Rand, os pensadores, os inovadores e os indivíduos criativos suportam o peso de um mundo decadente enquanto são explorados por parasitas que não reconhecem o valor do trabalho e da produtividade e que se valem da corrupção, da mediocridade e da burocracia para impedir o progresso individual e da sociedade. Mas até quando eles vão aguentar?

Considerado o livro mais influente nos Estados Unidos depois da Bíblia, segundo a Biblioteca do Congresso americano, A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso.

Nesse cenário desolador em que a intervenção estatal se sobrepõe a qualquer iniciativa privada de reerguer a economia, os principais líderes da indústria, do empresariado, das ciências e das artes começam a sumir sem deixar pistas. Com medidas arbitrárias e leis manipuladas, o Estado logo se apossa de suas propriedades e invenções, mas não é capaz de manter a lucratividade de seus negócios.

Mas a greve de cérebros motivada por um Estado improdutivo à beira da ruína vai cobrar um preço muito alto. E é o homem – e toda a sociedade – quem irá pagar.

Ayn Rand traça um panorama estarrecedor de uma realidade em que o desaparecimento das mentes criativas põe em xeque toda a existência. Com personagens fascinantes, como o gênio criador que se transforma num playboy irresponsável, o poderoso industrial do aço que não sabe que trabalha para a própria destruição e a mulher de fibra que tenta recuperar uma ferrovia transcontinental, a autora apresenta os princípios de sua filosofia: a defesa da razão, do individualismo, do livre mercado e da liberdade de expressão, bem como os valores segundo os quais o homem deve viver – a racionalidade, a honestidade, a justiça, a independência, a integridade, a produtividade e o orgulho.

Best-seller há mais de 50 anos, com 11 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro, A revolta de Atlas – publicado no Brasil na década de 1980 com o título Quem é John Galt? – desafia algumas das crenças mais arraigadas da sociedade atual. Sua mensagem transformadora conquistou uma legião de leitores e fãs: cada indivíduo é responsável por suas ações e por buscar a liberdade e a felicidade como valores supremos.
 (Fonte: Site da Editora Sextante )


Com certeza eu fiquei interessadíssimo nesta coletânia...
Como eu falei ali em cima, talvez não seja o estilo literário de muitos,
mas com certeza nos abre a mente e vale a pena ler!!!

Por enquanto é só pessoal!!!
Até mais...



4 Abstraídos comentaram:

  1. Excelente dica! Vou conferir sim, ainda mais depois dessa sinopse...

    Valeu pela dica!
    Abraços ^^

  1. Meu irmão ganhou esse box e quem vai ler sou eu!
    Se cumprir o prometido, deve ser excelente.

  1. Anônimo disse...:

    Excelente trilogia. É o que está acontecendo hoje no Brasil, os parasitas do PT tomando conta, além dos governos populares da região, também fazendo estragos em seus países. O maior exemplo é a Argentina, que há vinte anos atrás, ainda era a maioral da América do Sul, agora, depois de vários anos com o populismo e a corrupção, veja p que virou? Uma merda só. Hoje os argentinos não tem mais valores nenhum no continente. Amanhã vai ser nossa vez. Vamos ficar menores do que somos, com esse governo.

Postar um comentário

Seu comentario é importante... Então vamos, mãos a obra!!!