#Indicação: O Cemitério de Praga - Umberto Eco

Compartilhe:
Pesssoal...

Nosso blog está de cara nova... o/

Se bem que no fim das contas eu tinha até conseguido voltar ao normal com o antigo layout, mas achei que esse ficou bem melhor e, de qualquer forma também, até que já estava na hora de trocar neh!!!

Eu espero realmente que vocês tenham gostado da nossa alteração e se sintam mais em casa com nosso novo-velho blog, aqui de volta a ativa pra vocês e de cara nova...

Vamos lá para nossa indicação do dia...

O livro de hoje é o livro que está liderando as vendas da Editora Record, sendo o primeiro colocado no ranking da editora. Eu ainda não havia falado sobre ele aqui no blog, mas acredito que muitos de vocês, se ainda não leram, pelo menos já ouviram falar dele. 

Chamado "O CEMITÉRIO DE PRAGA" o livro foi escrito por Umberto Eco. Proveniente da Literatura Italiana (bem rara, pois quase não temos influencia de tal literatura no país) esse livro tem o mesmo autor do clássico O nome da Rosa.

E assim como o clássico acima citado, O Cemitério de Praga tem tudo necessário para se tornar um novo clássico. 

"O livro causou desconforto em setores mais conservadores da sociedade italiana, principalmente entre religiosos, por misturar personagens históricos a um anti-herói fictício, cínico e maquiavélico, capaz de tudo para conseguir se vingar de padres, jesuítas, comunistas, mas, principalmente, dos judeus. Repleto de teorias da conspiração, falsificações, assuntos maçônicos e detalhes da unificação italiana, é no antisemitismo que repousa o coração da narrativa"  
                                                                                                                 - Ed. Record

O CEMITÉRIO DE PRAGA 
(Il Cemitero  di Praga)
Umberto Eco - 480 Páginas - Record

Sinopse: O cemitério de Praga também lembra um dos mais impressionantes episódios de falsificação da história: Os protocolos dos sábios de Sião, um texto forjado pela polícia secreta do Czar Nicolau II para justificar a perseguição aos judeus. Os escritos, que se acredita terem sido baseados em um texto francês — Diálogos no inferno entre Maquiável e Montesquieu — descreviam um suposto plano para a dominação mundial pelos israelitas. E serviriam de inspiração a Hitler para os campos de concentração. 

O odioso Simonini, que o próprio autor define como um dos mais repulsivos personagens literários já criados, é um mestre do disfarce e da conspiração. Um falsário a serviço de vários governos. Do nordeste italiano até a Sicília de Garibaldi, das favelas de Paris às tabernas alemãs, passando por missas negras, o bombardeio a Napoleão III, a Comuna de Paris, o caso Dreyfus, o Ressurgimento, Simonini é todas as revoluções, as más escolhas, os erros do século XIX, que Eco reconstrói com grande rigor histórico, entre tomadas de poder e revoluções. 

Com ares de novo clássico, O cemitério de Praga leva as mentiras históricas a novos patamares e revela, ainda, ferramentas usadas por falsários e propagandistas. Um trabalho memorável de filosofia da história e a natureza da ficção. Eco em sua melhor forma.

É, depois de 30 anos de sucesso de O nome da Rosa, Umberto volta com mais esse thriller... Ë claro que só poderia vir outro sucesso neah!!!

E vocês, o que acham???

Abraços!



1 Abstraídos comentaram:

  1. Eu não conhecia o livro nem o autor! :O Mas ele parece ser realmente muuito bom, nunca li nada de algum escritor Italiano (acho que de nenhum outra nacionalidade que não seja brasileira ou americana... rs). Vai para a lista de leitura! \o/

    @minha_estante - Minha Estante

Postar um comentário

Seu comentario é importante... Então vamos, mãos a obra!!!