#Indicação: Tannöd - Andrea Maria Schenkel

Compartilhe:
Ehhhh galerinha...

Está chegando aí o Carnval... e adivinhem o que todo leitor fanático irá fazer neste feriado prolongado??? Hummm... te dou uma chance... Já pensou?? Bom, eu acho que não tem outra opção a não ser ler. E se você está sem muitas opções e está atrás de uma romance policial, hoje é seu dia de sorte aqui no blog, pois a indicação será uma das melhores.

Lançado pela Editora Record no finzinho do ano passado (2010), TANNÖD, sem dúvidas, é um livro pra ser livro em uma sentada. Ele é relativamente fininho, tem só 160 páginas, mas dentro dessas páginas tem-se uma história surpreendente. Como veremos na própria sinopse, ela diz que a trama é "breve, porém intensa".

Este é o lançamento de estreia da autora alemã (que por sinal tem um nome bem brasileiro, o que eu achei o máximo) Andrea Maria Schenkel, que já no começo de sua carreira mostra como a literatura alemã vem se desenvolvendo ao redor do mundo. O livro já foi traduzido para algumas línguas, chegando aqui no Brasil no final do ano passado. 

Baseado em algumas pesquisas que fiz a respeito do livro, pude ver que ele é baseado em uma história real, e completamente tétrica, realmente de levantar os cabelos da nuca. O nome do livro aqui no Brasil, Tannöd, é o mesmo do lugar onde a história toda ocorreu, na Alemanha. Porém em inglês o livro tem um título distinto. Chama-se "THE MURDER FARM". 

Confiram a sinopse abaixo:

TANNÖD
Andrea Marai Schenkel - 160 páginas - Record

Sinopse: Na isolada propriedade dos Danner, em Tannöd, uma família inteira foi exterminada na mesma noite; até mesmo as crianças, cruelmente assassinadas a golpes de picareta. Nem a criada nova, que estava lá havia apenas uma noite, foi poupada. O lugar ficou conhecido como a “Fazenda dos Assassinatos”. E, se antes poucos a visitavam, devido à fama sórdida que envolvia a filha do casal e ao péssimo humor do Sr. Danner, agora todos temem até mesmo olhar aquelas sombrias construções. Não há qualquer vestígio do assassino, e por isso o medo se espalha pelo lugarejo. Cabe ao leitor seguir o rastro. Tannöd é um magnífico suspense. Breve, porém intenso. Um romance que revela aos poucos, por meio de depoimentos de vizinhos, autoridades e trabalhadores locais, peças do quebra-cabeça que aos poucos forma a imagem daquela terrível noite. A colega de escola da menina Marianne, que expõe de maneira inocente o pungente sofrimento da criança; a irmã da criada nova, que se arrepende de tê-la incentivado a aceitar o emprego para não precisar mais abrigá-la em sua casa; o prefeito, que se exime das responsabilidades – esses e outros expõem conjecturas e teorias, relembram o passado, acusam e redimem, ajudando o leitor a compreender melhor a tragédia que ali se deu. O mais apavorante é acompanharmos o assassino passo a passo, sem conhecer-lhe a identidade. A ansiedade acompanha o leitor até o fim, desfazendo-se apenas quando o mosaico está completo.


Sobre a autora:

Andrea Maria Schenkel mora com a família nas proximidades de Regensburg, Alemanha. Tannöd é seu romance de estreia, pelo qual recebeu o Deutschen Krimi Preis, bem como o Friedrich-Glauser-Preis.

 
 Fica aqui mais uma dica pra quem não tem o que fazer no Carnaval. 
Um livraço, com certeza... 
Mais um que vai entrar pra pilha neah...
E você, o que vai ler nesse Carnaval???

Abraços cambada!!!   ; D

2 Abstraídos comentaram:

  1. Izabela disse...:

    Estou terminando agora o meu primeiro livro nesse gênero (P de perigo), e esse que você indicou parece ser tão bom quanto, já vai entrar na minha listinha. Obrigada pelas dicas!

    Bjs, Iza :)

    Caderno de Resenhas

  1. Assisti ontem o filme aqui na alemanha, mas nao entendi direito pois eles falam alemao só que com assento.Nao sei quem é o assassino mas foi bom, só nao gostei da parte entre pai e filha.

Postar um comentário

Seu comentario é importante... Então vamos, mãos a obra!!!