Abstraia-se News: Sete Conquistas - Tanner Menezes

Compartilhe:
Gente,

Há alguns dias atrás eu falei (e até muito) pra vocês sobre o livro Cinco Sentidos, do Tanner Menezes. Pois então o autor está em processo de produção de seu segundo livro que se chamará SETE CONQUISTAS. Conversando com o Tanner, ele me deu uma palhinha sobre o seu proximo livro e, em primeira mão, faço questão de deixar pra vocês o primeiro capítulo daquela que será sua nova obra

De acordo com ele a data para o possivel lançamento do livro será Novembro, ainda sem dia definido. Estou deixando aqui então  comecinho do livro dele, pra que vocês possam me dizer o que acharam. Bom, eu já disse que me tornei uma fã do Tanner. As boas línguas dizem que ele é o novo Nicholas Sparks. Vejam o que acham e me digam... Isso significa, comentem gente - Eu preciso saber o que vocês acharam.  =D

_____________________________________________________________
 
Um homem.
Sete Mulheres.
E um único Verdadeiro amor.
Você será capaz de desvendá-lo?


 
SE7E CONQUISTAS

 


                       Por Tanner Menezes

_____________________________________________________________


 Essa não é uma história de amor convencional e posso lhes assegurar que ninguém morrerá no final.
É a história de um homem que lutou para conquistar as sete mulheres mais importantes de sua vida...

 
                                                                                                                                                                          Tanner Menezes
_____________________________________________________________

Prólogo

JANEIRO DE 2015.

“Me ajuda, estou enlouquecendo”.

Essa era a mensagem que ele lia na folha de papel em suas mãos.
A letra azul era tremida e cheia de imperfeições. Seus olhos marejados iniciaram um percurso incessante de lágrimas pelo seu rosto assustado. Parado diante daquela mulher que dormia serenamente, Henri analisava seu corpo perfeito entre os lençóis brancos de sua cama. Pensou em tocá-la, sentir a maciez e suavidade de sua pele, de alisar os longos cabelos daquela que seria sua última conquista. Sua decisão.
Henri elevou a mão direita até seus cabelos, colocando-os para trás das orelhas. O castanho claro de seus fios combinava perfeitamente com sua pele branca e seus olhos intensos. Sempre fora muito cortejado pelas mulheres, e jamais imaginou um dia se apaixonar por uma mulher, de amá-la a ponto de esquecer-se da vida que tinha e dos prazeres de todas as noites de sexo casual. Mas na verdade, Henri não havia se apaixonado por uma mulher só, ele se apaixonou por sete mulheres diferentes, tão diferentes que parecia impossível amá-las na mesma intensidade. Descobriu que é sim possível amar realmente várias mulheres de verdade, a ponto de dar sua vida por cada uma delas, de dividir seu coração em sete partes iguais...

Antes de entender tudo que está acontecendo, e explicar quem é aquela enrolada nos lençóis, é necessário apresentar todas as sete que passaram por sua vida, as mulheres que mudaram e alteraram de forma tão voraz seu modo de viver.

_____________________________________________________________

PARTE UM
DEZEMBRO DE 2013.


Ele acordou com a luz do sol tocando-lhe de leve a face.
O calor daqueles raios que trespassavam pela persiana de sua janela fez que ele despertasse.
Abriu vagarosamente os olhos, que pareceram relutar em obedecer aos comandos daquele homem cansado.
A cabeça doeu quando sentou na cama e apoiou os cotovelos sobre os joelhos. Havia bebido mais que o necessário na noite anterior. Não se lembrava de nada. Henri não passava de mais um herdeiro rico. Não trabalhava, não estudava, não precisava. Tudo que fazia era gastar toda fortuna deixada pelos seus pais após morrerem num acidente aéreo.
Nunca teve ressaca, mas naquele dia, pela primeira vez, a cabeça e o estômago embrulhado passaram a incomodar insuportavelmente.
Olhou a voluptuosa mulher completamente fora dos padrões de beleza exigidos pela sociedade – e até por ele mesmo, dormindo ao seu lado. Efeitos do álcool. Nem sempre prestamos atenção para quem levamos pra cama, e Henri, nunca prestava, principalmente quando exagerava na bebida...
Talvez, aquela fosse a primeira e última vez que aquela mulher conseguiria realizar suas fantasias sexuais com um homem másculo e belo como ele. E com certeza seria a última vez que Henri sairia com uma mulher daquelas... Com excesso de peso aparente e nádegas gigantescas. Na verdade, ele preferia não fazer essa promessa, já às tinha quebrado antes.
- Bom dia. – ela disse enquanto ajeitava os longos e lisos cabelos louros. Seus cabelos eram lindos, não se podia negar isso.
Henri acreditava que todas as mulheres, por pior que fossem ou aparentassem, sempre, - ele dizia - SEMPRE, tinham algo de belo. Algo que de tão bonito sobressairia às outras mulheres, e no caso de Jaqueline, eram seus cabelos. Os fios louros reluziam com o suave toque da luz do sol. Aquela característica o fez dormir com ela. Não só a beleza de seus cabelos, mas o perfume que exalavam.
- Bom dia, linda. – Respondeu enquanto levantava da cama, exibindo seu corpo nu para aquela mulher envolta nos lençóis – Dormiu bem?
Por mais arrependido que se sentisse por ter levado aquele “tipo” de mulher ao seu apartamento, Henri jamais seria capaz de dizer ou demonstrar desprezo, destratá-la. Ele acreditava que nenhuma mulher merecia ser mal-tratada, não importa o que acontecesse, ao contrário do que acreditavam todos os típicos playboys. Henri era diferente. Tratava sempre as mulheres com respeito e dignidade, jamais as tratava com indiferença ou demonstrava falta de consideração. Tinha certeza de nunca ter se apaixonado, mas isso não o impedia de ser absolutamente sincero com elas e dizer sempre a verdade, sem magoá-las é claro. Ele era o típico “Don Juan”, com a única diferença que jamais as enganava.
- Sim. Dormi. Mas a noite foi melhor ainda que o sonho... Na verdade, não sei se ainda estou sonhando... – ela abaixou o rosto e chorou silenciosamente.
Henri voltou para cama com o corpo ainda sem roupa, sentou-se ao seu lado e ergueu sua face segurando no queixo daquela rechonchuda, mais linda mulher.
- Não chore. – Os olhos marejados que o fitavam fez seu coração amolecer.
Ele acariciou a face daquela mulher com as mãos, tentando-lhe repassar algum conforto, ela sorriu. Lágrimas desciam de seu rosto em abundância, agora Henri não sabia se era proveniente da tristeza de segundos atrás, ou de felicidade pelas recentes ações e palavras ditas por ele.
- Isso tudo não só é verdade, como é realidade... – ele se inclinou na direção daquela mulher e cerrou os olhos, beijando-lhe por longos segundos sua boca carnuda e avermelhada. Ela estava fascinada por tanta admiração e atenção.
Após interromper o beijo, ela permaneceu de olhos fechados, como se estivesse inebriada pelo sabor e furor daquele ósculo doce. Henri sorria olhando para aquela mulher que se sentia tão especial. Para ele, ela era especial.
- Você é linda, sabia?
Não era mentira. Realmente ele acreditava nisso. Embora antes a tivesse julgado, agora se sentia terrivelmente incomodado por ter pensado mal daquela tão bela mulher.
Jaqueline sorriu.
Henri novamente a beijou.
Um longo e delicioso beijo.
Agora, seus corpos nus estavam entrelaçados, envoltos sobre o lençol branco da cama. Em poucos segundos estariam compartilhando do mais puro e saboroso sexo, talvez o melhor da vida de Jaqueline, que dificilmente conseguiria dormir novamente com outro homem com as características de Henri.
Ela acariciava os cabelos claros daquele homem que naquele dia era somente seu. Beijava todos os cantos daquele corpo que parecia ser esculpido a mão, trespassou os dedos sobre o abdômen definido, sentindo a textura de sua pele e a rigidez de seus músculos. Sem crer no que lhe acontecia, seus olhos derramavam lágrimas mesmo que ainda estivesse sorrindo, não acreditando que tudo aquilo fosse verdade.
_____________________________________________________________

Então Pessoal... 
É realmente bom não é???

Deem suas opiniões...

=D  

 

2 Abstraídos comentaram:

  1. Camila disse...:

    Nunca li nenhum livro do Tanner, mas ja ouvi falar muito bem dele.!

    E nossa adorei esse primeiro capitulo ficou muito bom, ele realmente escreve muito bem.!
    Agora fiquei ansiosa para o lançamento do livro *-*

    Beijos
    Camila Soares
    World Of Books

  1. Daniii disse...:

    Ainda não tive a oportunidade de ler algum livro do Tanner, mas conheço um pouco de sua obra e me interesso muito a lê-la! E adorei conhecersobre o novo livro dele! Espero ter a oportunidade de lê-lo também!!

    Beijos^^
    Daniii
    Garotas e Livros

Postar um comentário

Seu comentario é importante... Então vamos, mãos a obra!!!