Resenha: A menina que roubava livros - Markus Zusak

Compartilhe:
Ler um livro da categoria "drama" nunca tinha sido meu forte, inclusive um livro que é, juntamente com drama, uma narrativa histórica da Alemanha na época da segunda guerra mundial. Mas "A menina que roubava livros" (Markus Zusak), me mostrou um estilo literário que eu implicitamente gostava, mas que nunca tinha exercido de fato. Logo, me assustou o fato de a morte contar uma história, uma ideia bastante criativa do autor, que nos faz enxergar de forma muito maia realista a trajetória da de uma menina durante o livro.



Conheci, então, Liesel Meminger que me mostrou como a vida poderia ser muito mais difícil do que imaginamos. Liesel, junto com seu irmão, Werner, e sua genitora, estão sendo encaminhados para morarem com novos pais. Durante a viagem , no trem, Werner tem um acesso incontrolável de tosse. Neste momento Liesel vê a morte pela primeira vez, quando esta leva seu irmão.

Num caminho longo e árduo até a casa de seus novos pais, Liesel para para enterrar seu irmão e é aí também onde aproveita para cometer seu primeiro furto. Distraído o coveiro, durante o enterro, deixa seu livro cair. Ela,aproveitando a deixa (principalmente de sua verdadeira mãe, que a partir daqui já não a acompanha mais), sem que ninguém observasse, toma posse do livro para si. Mas
"ela não havia aprendido a falar muito bem, nem tampouco a ler, porque raras vezes frequentara a escola. A razão disso ela descobriria no devido tempo."
Desacreditada ainda da morte do irmão, a roubadora de livros continua seu itinerário. Chegando, não tão ansiosa na casa de sua nova família, e conhecendo Rudy Steiner, o vizinho que se tornaria seu melhor amigo e praticamente seu novo irmão, também Hans e Rosa Hubbermann, seus novos pais.

Muitas aventuras e desventuras acontecem com Liesel neste meio tempo. Num belo dia um judeu , amigo de Hans, chega a sua casa pedindo por ajuda, pois não havia lugar que pudesse se esconder. Liesel, com seu enorme coração, se afeiçoa ao tal, se tornando quase como seu amigo imaginário, uma vez que sua estadia na casa deveria ser completamente ocultada. Convivendo com ele e seus momentos de altos e baixos, chega um dia em que ele precisa partir. Liesel sente que seu mundo mais uma vez desaba.

Tem ainda que conviver com inúmeras marchas dedicadas ao Führer e dizer inúmeros "Heil, Hitler" e roubando tbm outros livros. Agora já sabendo ler, por conta dos ensinamentos de seu pai. Liesel vê sempre um pontinho de felicidade em meio a tanta obscuridade.

Para os que já leram, sabem o que estou falando. Para os que não leram ainda, nao vou dar o desgosto de contar o final. Apesar de já dar uma previa de que ele não é nem um pouco feliz.

Junto com a menina que roubava livros eu aprendi muitas coisas. Coisas que possivelmente não acreditariamos se por ventura não soubessemos o contexto da segunda guerra mundial e que realmente aconteceram. Coisas que os seres humanos faziam com sua propria raça, por acreditar que havia um biotipo que era superior. E são essas coisas que fazer com que saibamos admirar hoje a perseverança de certas pessoas. Coisas que só quem já leu a menina que roubava livros, poderia explicar....


• EIS UM PEQUENO FATO •
Você vai morrer.

...

Abraços a todos

12 Abstraídos comentaram:

  1. MARCINHOW disse...:

    Eu gostei muito desse livro, está entre os meus favoritos do skoob (não é qualquer livro que gosto que entra naquela lista)!

    Mas o personagem que eu mais gostei foi aquela que narra a historia, a Morte, ela é muito gente fina!

  1. Com certeza... Eh um dos meus favoritos tbm...

    E como vc diz, eu tenho que gostar muito do livro pra eu coloca-lo lá.

    E esse livro é realmente ótimo..

  1. Vanvan disse...:

    Este livro não é 10, é 1000!!!!!!!!
    Amo amo amo. O meu preferido dos preferidos.
    Muito boa a sua resenha. Eu, sempre que posso indico ele para todo mundo. Leitura obrigatória.
    Beijão
    Vanessa - Blog Leituras Pontocom

  1. Realmente Vanessa!!!
    Esse Livro é de leitura obrigatoriA!!!!

    Todo mundo deveria le-lo...

    Bjuss!!

  1. Eu estou para ler esse livro a um tempo. Mas sempre acontece alguma coisa e acabo lendo outro. Fiquei muito curiosa. Assim que der vou ler.(Depois que terminar a lista de livros que tenho que ler)kkk
    Seu blog é muito bom
    Bjus

  1. DAN disse...:

    Tem selinho pr vc lá no blog, bj

    http://danfalandodelivros.blogspot.com/2010/07/selinho-que-ganhei.html

  1. katy disse...:

    oi júnior, eu adoro esse livro!!!!! é realmente uma história muito linda, dessas que faz a gente pensar na vida. bom fim de semana!!!!

  1. É verdade.. foi um dos livros mais bonitos que eu já li!!!
    :D

  1. Lis disse...:

    Esse livro é muito bom! *-* Eu simplesmente AMEI!
    Parabéns pela resenha!

    Ah, aproveitando indiquei você para o Selo Cantinho Intelectual!
    http://daydream.outtamind.com/2010/07/selos/#more-510

    Beijos

  1. Rê Fofura disse...:

    Ótima resenha! Quem sabe eu não dê una chance pra esse livro? :))
    ;*

  1. Rê ... Vale a pena!!!
    Te garanto!!! Como disseram acima, ele é de leitura obrigatoria!!!

    Tudo d bom!!!
    Bjuss

  1. Bia~* disse...:

    Um monte de gente que eu conheço que leu não gostou, mas eu adorei! E eu acho que eu gostei justamente por isso, não é um daqueles livros 'felizes' de semrpe, não tem um final 'e viveram felizes para sempre'... É uma história assumidamente triste, e que encanta por isso.
    Adoro esse livro.
    Muito bom.
    E sua resenha está ótima também...
    bjs

Postar um comentário

Seu comentario é importante... Então vamos, mãos a obra!!!